quinta-feira, 7 de março de 2013

Alunos guineenses manifestam-se contra greve dos Professores



Dezenas de alunos das escolas públicas da Guiné-Bissau manifestaram-se esta quinta-feira em frente da Presidência da República, em Bissau, a favor do recomeço das aulas. Os professores do ensino público da Guiné-Bissau cumprem a terceira semana de um mês de greve, exigindo o pagamento de salários e subsídios em atraso e até agora não chegaram a acordo com o Governo de transição.  
  
A manifestação dos alunos, convocada pela Confederação Nacional das Associações de Estudantes da Guiné-Bissau, juntou cerca de uma centena de jovens, que também já tinham feito idêntico protesto na semana passada, junto da Assembleia Nacional. Os jovens concentraram-se no passeio com palavras de ordem como "estamos fartos de ficar em casa", "basta de greve", ou "abram as portas, queremos ir à escola". Foi reforçada a segurança junto do edifício da Presidência, mas a manifestação decorreu sem incidentes. 
  
A Confederação já teve encontros com o Governo e com os sindicatos mas "as soluções para a situação estão cada vez mais longe de serem encontradas", segundo explicou Mamadu Lamine Indjai, presidente da CNAE, em declarações à agência Lusa. Lamine Indjai disse ainda acreditar que o Presidente possa influenciar para que o problema se resolva e acrescentou que se tal não acontecer "as manifestações vão continuar" até que sejam encontradas soluções para o setor do ensino.

FONTE: RDP ÁFRICA

Nenhum comentário:

Postar um comentário