sexta-feira, 14 de junho de 2013

CPLP encoraja Governo da Guiné-Bissau para que eleições se realizem este ano

A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) manifestou hoje "satisfação" pela formação de um Governo inclusivo na Guiné-Bissau, encorajando o novo executivo a adotar medidas para que se realizem "eleições livres, justas e transparentes" ainda em 2013.


"A CPLP está certa de que a nova dinâmica no país reflete a vontade de todas as partes de junto trabalharem com vista à normalização da vida no país e ao pleno respeito aos direitos humanos, incluindo a possibilidade de regresso dos cidadãos no exílio, contribuindo assim para o retorno da Guiné-Bissau ao concerto das Nações", pode ler-se num comunicado enviado à agência Lusa.
A CPLP encoraja, por isso, o Governo "a adotar medidas que permitam a realização de eleições livres, justas e transparentes, ainda no decurso de 2013, com vista à reposição da ordem constitucional e democrática no país irmão da Guiné-Bissau, subvertida pelo golpe de estado militar de 12 de abril de 2012".

"A CPLP reafirma o seu compromisso de continuar a apoiar e trabalhar em prol da convergência dos esforços em curso para a estabilização da Guiné-Bissau, em particular os desenvolvidos pela União Africana, Nações Unidas, Comunidade Econômica dos Estados da África Ocidental e União Europeia", defendem.

Sexta-feira, o Presidente da República de transição da Guiné-Bissau nomeou um novo Governo, composto por 19 ministérios.
O novo Governo substitui o de transição nomeado em maio de 2012, continuando o executivo guineense a ser chefiado por Rui Duarte de Barros.

FONTE: NOVAS DA GUINÉ BISSAU

Nenhum comentário:

Postar um comentário