sábado, 10 de agosto de 2013

Presidente do Zimbábue é reeleito

Mugabe conquistou o sexto mandato com 61% dos votos. Candidato derrotado contesta resultado

As eleições no Zimbábue não trouxeram surpresas. Robert Mugabe, aos 89 anos, conquistou seu sexto mandato como Presidente da República, tendo derrotado seu oponente, o primeiro-ministro Morgan Tsvangirai por folgada margem. Mugabe conquistou 61% dos votos, diante dos 34% obtidos por Tsvangirai.

Foto: Al Jazeera English/Wikipedia
Robert Mugabe será presidente do País pela sexta vez.
Foto: Al Jazeera English/Wikipedia
O candidato derrotado acusa Mugabe de ter manipulado os resultados, e promete entrar na justiça para rever os resultados das seções eleitorais. Mas os observadores internacionais que acompanharam o pleito apontaram a incidência apenas de irregularidades pouco expressivas.
Mugabe e Tsvangirai formam uma dupla pouco comum, na medida em que vêm convivendo no exercício do governo desde as eleições de 2008. Naquela ocasião, o atual primeiro-ministro saiu vitorioso no primeiro turno, mas abandonou a disputa depois que integrantes de seu partido (o Movimento para a Mudança Democrática) começaram a ser assassinados. Segundo a imprensa internacional, foram mais de duzentos os mortos.
O presidente da África do Sul, Jacob Zuma, já enviou suas “profundas congratulações” a Mugabe, por intermédio de manifestação pública em que conclamou todos os partidos do país a aceitarem os resultados das eleições, uma vez que observadores a consideraram os resultados como representando a vontade popular.
Os Estados Unidos, contudo, consideraram as eleições irregulares, com base nas observações de observadores locais e internacionais. O Secretário de Estado John Kerry disse que seu país “não acredita que os resultados apresentados representem a vontade do povo do Zimbábue”.
Os países cujas empresas têm negócios no país africano estão preocupados com a proposta de campanha de Mugabe no sentido de transferir o controle das empresas que operam no Zimbábue para acionistas locais.
Analistas recordam que Mugabe já foi percebido no passado como um gestor econômico eficiente, tendo contribuído para um excelente desempenho dos setores manufatureiro, agrícola e minerador, que fizeram do Zimbábue um modelo na região.  Mas na década passada, Mugabe patrocinou uma campanha, conduzida duramente, para transferir as terras dos grandes fazendeiros brancos para a população negra.
FONTE: http://brazilafrica.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário