sábado, 4 de janeiro de 2014

Angolano considerado Novo Mantorras brilha no Real Madrid

Se Manucho Gonçalves, avançado do Valladolid, era, ate agora, o mais ilustre representante do desporto angolano no país campeão do Mundo de futebol, o aparecimento de Pedro no Real Madrid, quanto mais não fosse pela tenra idade, mais fomenta as esperanças dos adeptos do Real Madrid de terem tropeçado num naqueles jogadores que marcam uma geração. Aos 11 anos, todos os adeptos merengues nele vislumbram um futuro Cristiano Ronaldo.
Pedro Paulo
Pedro Paulo Kasanzi é nome que todos os responsáveis da prospeção e formação dos principais clubes espanhóis já conhecem. Mas agora também os adeptos começam a fixar o nome do extremo angolano que, aos 11 anos, despertou a atenção da imprensa de Espanha, depois do jogador da equipa de infantis B dos merengues ter sido a grande figura da 18.ª edição do Torneio Internacional de Futebol de Sete de Arona, que ontem se concluiu.
No torneio do escalão, o Real começou por vencer o Espanhol de Barcelona (2-1), a que se seguiu uma goleada (5-1) ao Chelsea, jogo no qual Pedro marcou o terceiro golo.
Seguiram-se o Granada (2-0) e Dortmund (3-1), com Pedro a inaugurar o marcador diante dos alemães, num golo para ver e rever: quase um canto direto. Mas foi a exibição protagonizada nas meias-finais, diante do Valência (4-0) que confirmou o talento. Pedro marcou o primeiro golo, logo aos três minutos, participou na jogada do segundo, e assistiu para o terceiro e quarto.
O próprio Guti, antigo médio madrileno e agora na formação do Real, foi dar os parabéns a Pedro.
O diamante negro angolano foi eleito o melhor jogador do torneio, em que o Real Madrid perdeu (2-3), ontem à noite, a final, diante novamente do Espanhol. E era o mais novo do torneio: todos os outros jogadores têm mais de 12 anos. Há um ano, Pedro levantava-se, em Luanda, às cinco da manhã, para frequentar a escola e jogar à bola com os amigos; hoje, está no clube dos sonhos. Mas Pedro só chegou ao Real apenas há semanas, procedente do AD Chorrillo, de Alcalá de Henares.
Villarreal, Getafe e Atlético de Madrid também o tentaram, mas o coração decidiu-se pelo Real.
“Um portento físico. Faz estragos nas alas, pela velocidade e visão de jogo. Além disso, é dotado de um forte remate de fora da área”. Pérola negra e Sensacional Pedro, titulava o diário desportivo espanhol As, ontem, rendido às evidências. A estabilidade familiar também jogar a favor de Pedro: vive com os pais e outro irmão. A vida sorri ao mais novo embaixador de Angola em Espanha.
Mas as comparações com Pedro Mantorras são evidentes. Antes de rumar ao Alverca (Portugal), em 1999, o antigo avançado internacional angolano – que depois brilharia no Benfica – estagiou no Barcelona.
Acabou por não ficar: o emblema catalão resolveu preencher a última vaga para jogadores extracomunitários com o nigeriano Babangida, em detrimento daquele que, depois, em Portugal, se revelou enorme talento.
Antes de escolher o Real Madrid, o jovem angolano era também pretendido pelo Atlético Madrid, Getafe e Villarreal.
FONTE: http://angorussia.ru/desporto/angolano-considerado-novo-mantorras-brilha-real-madrid/

Nenhum comentário:

Postar um comentário