domingo, 16 de março de 2014

África Oriental rumo à unificação monetária

Moeda de um país da EAC será aceita nas demais nações do bloco
A Comunidade da África Oriental (EAC) e o Banco Africano de Desenvolvimento lançaram na segunda-feira (10) o Projeto para Integração dos Sistemas de Pagamento e Liquidação entre os países-membros da EAC. Trata-se de mais um passo para a adoção de uma moeda única para a região, prevista para entrar em vigor em 10 anos.

Programa vai fortalecer a integração entre os países da EAC Foto: Paul Kagame/ Flickr
O projeto vai permitir que cidadãos do Quênia, Ruanda, Uganda, Burundi e Tanzânia utilizem suas moedas nacionais em outros países EAC e realizem transações financeiras em tempo real. Para isso, um sistema conectará os Bancos Centrais dos cinco países através de redes tecnológicas.
Programa vai fortalecer a integração entre os países da EAC Foto: Paul Kagame/ Flickr

O custo de US$ 23 milhões será financiado pelo Banco Africano de Desenvolvimento. De acordo com nota divulgada pela EAC, o investimento vai reforçar a convergência e a integração regional, fortalecer os setores legislativo e de regulamentação financeira.

Durante a cerimônia de lançamento, o secretário-geral adjunto da EAC, Enos Bukuku, declarou que a integração financeira é a âncora que vai tornar a região um destino mais viável para o investimento estrangeiro, reforçando a liquidez dos mercados de capitais do leste africano e criando meios de financiamento para investidores e emissores.

O secretário-geral adjunto apelou para uma cooperação mais forte entre os Estados parceiros e chamou a atenção para a necessidade de estabelecer um quadro legal e regulamentar sólido, com adesão aos princípios internacionais e adoção de medidas para o desenvolvimento de infraestrutura dos mercados financeiros.

Para o diretor do Banco Central do Quênia, Njuguna Ndung’u, o lançamento do Projeto para Integração dos Sistemas de Pagamento e Liquidação é essencial para a consolidação da união monetária do leste africano. Em dezembro do ano passado, os presidentes dos cinco países que compõem o bloco assinaram o protocolo de Kampala, que estabelece, entre outros aspectos, a conversão progressiva das moedas nacionais.

FONTE: http://brazilafrica.com/negocios/africa-oriental-rumo-a-unificacao-monetaria/

Nenhum comentário:

Postar um comentário