domingo, 11 de maio de 2014

Haddad inaugura abrigo para haitianos em SP

Eles se dirigiram à Capital paulista após o fechamento do Abrigo Brasileia, no Acre, considerado o principal ponto de entrada no Brasil para os oriundos do Haiti

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, inaugurou na manhã de hoje um abrigo provisório que receberá 120 imigrantes haitianos recém-chegados ao Estado. Além do espaço físico para moradia provisória, o serviço de acolhimento oferecido pela Prefeitura envolve, ainda, apoio para que os estrangeiros tenham documentos, atendimento em saúde, alimentação e acomodações.
A medida foi adotada devido ao grande fluxo de chegada de imigrantes haitianos no município. Eles se dirigiram à Capital paulista após o fechamento do Abrigo Brasileia, no Acre. O local era considerado o principal ponto de entrada no Brasil para os haitianos.
De acordo com  Haddad, São Paulo tem capacidade para receber os estrangeiros, desde que o fluxo seja organizado. “Nosso problema não é acolher, o problema é a organização prévia para que eles cheguem com documentação, Carteira de Trabalho. Muitos são roubados antes de chegar ao Brasil, entram sem documentação”, explicou.
O novo espaço é alugado e por reformas. A ação conta com apoio da Igreja Nossa Senhora da Paz e da entidade Missão Paz que também acolhe imigrantes do Haiti.
Para facilitar a inserção dos estrangeiros no mercado de trabalho, a prefeitura instalou uma unidade do CAT Móvel, no espaço da entidade Missão Paz. A unidade oferece serviços de intermédio de mão de obra e encaminhamento para vagas. De acordo com a prefeitura, na última terça-feira (29), o posto realizou 20 atendimentos, com 15 encaminhamentos para vagas de trabalho e formalizações como Microempreendedor Individual (MEI).
Neste sentido, Haddad lembrou que, apenas em 2013, 2,6 mil haitianos se instalaram em São Paulo. Ele ressaltou que a capital não tem dificuldades para empregar os recém-chegados e que, atualmente, 400 haitianos que chegaram ao município já conseguiram emprego.
“Precisamos definir as condições que eles chegam a São Paulo para que eles consigam uma colocação imediata, uma vez que as empresas estão contratando. Temos que garantir um fluxo, sobretudo na emissão de passaporte e carteira de trabalho”, disse o prefeito.
Diplomacia - O prefeito recebeu o embaixador do Haiti no Brasil, Madsen Cherubin, para discutir questões relativas a documentação dos imigrantes. O governo federal também realizará parcerias com a embaixada haitiana visando melhorias no acolhimento.
A aproximação do Brasil com o país caribenho também ocorre no âmbito da saúde. Na terça-feira (5), o ministro da Saúde, Arthur Chioro, participou da inauguração de um complexo hospitalar no Haiti.
A criação do centro se tornou possível com a cooperação tripartite, que envolve esforços do Brasil, Haiti e Cuba. Além de iniciativas para reestruturar e fortalecer sistema de saúde e de controle epidemiológico no Haiti, abalado por um terremoto em 2010, a cooperação também desenvolve ações voltadas para a formação de recursos humanos e vigilância em saúde no país.

FONTE: http://www.pt.org.br/haddad-inaugura-abrigo-para-haitianos-em-sp/

Nenhum comentário:

Postar um comentário