sábado, 21 de junho de 2014

Por 98 votos a 0, Senado dos EUA confirma, pela primeira vez na história, juiz federal negro e gay

Pela primeira vez na História, o Senado americano aprovou, ontem, por unanimidade, um negro abertamente gay para o cargo de juiz federal. A votação por 98 a zero confirmou a nomeação de Darrin Gayles feita por Barack Obama. Gayles será um juiz da corte distrital na Flórida.
A confirmação veio dias depois da votação de 52 a 44 para aprovação de Staci Yandle, lésbica e negra para o distrito de Illinois — a primeira juíza federal lésbica negra em 20 anos e a segunda do país depois de Deborah Batts, empossada em junho de 1994.

— Nunca antes no curso da História do nosso estado houve um juiz federal dessa importância abertamente membro da comunidade LGBT — disse o senador Dick Durbin. — A confirmação de Staci Yandle é outro marco importante na jornada da América rumo a igualdade de oportunidade — comentou.

O presidente da Câmara de Comércio Gay e Lésbica de Miami, Steve Adkins, disse que o resultado foi um reflexo da habilidade e caráter de Gayles.

— Estou muito orgulhoso dele, essa notícia é maravilhosa. Não apenas um marco, uma enorme recompensa para um trabalho bem feito — disse ele ao site “Pink News”.
Por 92 votos a 4 o Senado também confirmou Salvador Mendoza para a corte do Distrito Leste de Washington, tornando-o o primeiro juiz federal hispânico a servir na região de Washington.

Um assessor da Casa Branca disse que Obama nomeou mais juízas mulheres que qualquer outro presidente, quebrando o recorde anterior de Bill Clinton. Ele também nomeou mais juízes hispânicos que seus antecessores e mais descendentes de asiáticos que todos os presidentes anteriores juntos, além de ter escolhido 12 juízes federais abertamente gays. E no mês passado o Senado confirmou Diane Humetewa, a primeira mulher indígena a ocupar o cargo. Humetewa foi confirmada por 96 votos a zero para o Tribunal do Distrito de Arizona. Ela é uma ex-procurador dos EUA no Arizona e um membro da tribo Hopi.

QUEM É DARRIN GAYLES?
Nascido em 1966 em Peoria, Illinois, Gayles foi um juiz de tribunal da Flórida e juiz distrital designado da Corte Distrital dos Estados Unidos para o Distrito Sul da Flórida.
Depois do diploma de Bacharel em Artes, em 1990, pela Howard University, Gayles recebeu um Juris Doctor da Escola de Direito da Universidade George Washington.
Ele começou sua carreira como procurador assistente no Gabinete do Procurador do Estado no condado Miami-Dade de 1993 a 1997, antes de se mudar para o Serviço de Imigração e Naturalização dos EUA, onde permaneceu até 1999.

De 1999 a 2004, atuou como procurador assistente para o Distrito Sul da Flórida e, até 2011, ele serviu como um juiz do condado Miami-Dade.

— Estamos satisfeitos que o presidente Obama e a maioria no Senado continuem a ampliar o banco de indicações e confirmações de juízes altamente qualificados, que refletem a diversidade total do povo americano, tanto em suas origens pessoais e sua vida profissional — disse à uma rede de TV Nan Aron, presidente do movimento ativista Aliança para a Justiça.

Barack Obama escolheu Gayles depois que o candidato anterior, também negro e abertamente gay, o juiz William Thomas, foi bloqueado pelo senador republicano da Flórida, Marco Rubio, no ano passado.

— Ao longo de suas carreiras, esses homens e mulheres ilustres têm demonstrado um firme compromisso com o serviço público — disse Obama em um comunicado divulgado pelo “Miami Herald”.

FONTE: http://oglobo.globo.com/sociedade/senado-americano-confirma-juiz-federal-negro-gay-12910574#ixzz35HEPYLX3

Nenhum comentário:

Postar um comentário