domingo, 20 de julho de 2014

Mutirão vai regularizar situação de ganeses no país

Governo federal vai criar força-tarefa para agilizar a emissão de documentos provisórios aos imigrantes ganeses que chegaram ao Brasil durante a Copa do Mundo; dos 1.132 ganeses que permanecem no território nacional com visto de turista, válido por 90 dias, quase 180 pediram refúgio. 
Mutirão vai regularizar situação de ganeses no paísA exemplo da primeira medida adotada no início de 2013 para acelerar a regularização da situação dos haitianos que entraram ilegalmente no país, o governo federal vai criar força-tarefa para agilizar a emissão de documentos provisórios aos imigrantes ganeses que chegaram ao Brasil durante a Copa do Mundo, com vistos de turistas, e que, agora, estão pedindo refúgio.
O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, se reuniu na manhã da última quarta-feira  (16), com representantes dos ministérios das Relações Exteriores, do Trabalho e Emprego e do Desenvolvimento Social, além da Polícia Federal, para discutir as medidas a serem adotadas. Além do mutirão, o governo federal oferecerá o apoio necessário à prefeitura de Caxias do Sul, onde está concentrada a maioria dos ganeses. As medidas serão implementadas imediatamente nos postos da Polícia Federal. Já a missão conjunta dos órgãos federais em Caxias do Sul terá início na segunda-feira (21).
De acordo com informações do Ministério das Relações Exteriores, foram emitidos para o período da Copa 8.767 vistos a ganeses. Nem todos os vistos, que autorizariam a entrada no país até o dia 13 de julho pelo prazo de 90 dias, foram efetivamente utilizados. Sobre o ingresso no país, o Departamento de Polícia Federal confirmou que daquele total, 2.529 ganeses fizeram uso desses vistos e efetivamente entraram no país, sendo que destes 1.397 deixaram o território normalmente até o momento.
Dos 1.132 ganeses que permanecem no território nacional com visto de turista, válido por 90 dias, quase 180 pediram refúgio.
FONTE: http://www.geledes.org.br/mutirao-vai-regularizar-situacao-de-ganeses-pais/

Nenhum comentário:

Postar um comentário