sábado, 16 de agosto de 2014

Administração de Samambaia auxilia ganeses no pedido de refúgio

Estrangeiros, que vieram para Copa do Mundo, querem ficar no Brasil

Até o próximo sábado (9), uma força-tarefa está sendo feita para encaminhar à Polícia Federal e ao Comitê Nacional para Refugiados (Conare) pedidos de refúgio para os imigrantes ganeses que ficaram no Brasil depois da Copa do Mundo. Somente na expansão de Samambaia, há 200 deles. 
Com o apoio da Coordenação de Relações Institucionais, da Secretaria de Governo e da Administração Regional de Samambaia, a ação é realizada pelo Instituto Migrações e Direitos Humanos (IMDH), das irmãs scalabrinianas, vinculadas à igreja católica.
"Os auxiliamos a prepararem a documentação, com as informações solicitadas pela PF e Conare, para agilizar o protocolo de solicitantes de refúgio", explicou a irmã Rosita.
"Sou tradutora voluntária para auxiliar no diálogo. Atuo no Núcleo de Ensino e Pesquisa em Português para Refugiados", contou Mirelle Amaral, professora de português para estrangeiros, na Universidade de Brasília (UnB).
"Este é o segundo passo dado pelo governo em favor desses imigrantes. Na semana passada, foram oferecidas cestas básicas e esta é a parte da documentação", informou o administrador regional Carlos Santarém.
FONTE: http://www.jornaldebrasilia.com.br/noticias/cidades/565164/administracao-de-samambaia-auxilia-ganeses-no-pedido-de-refugio/

Nenhum comentário:

Postar um comentário