sexta-feira, 24 de julho de 2015

Estudante Guineense Odila Candé agora é Professora efetiva da UNILAB




"Pessoas do meu Facebook e do meu coração. 
Trouxe boas novas mas com um fundo de nostalgia: Passei no Concurso Público Federal, ou seja, agora sou Professora Efetiva da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro- Brasileira(UNILAB, campus Redenção- Ceará). 

Estou indo embora de Salvador da Bahia, depois de 10 anos marcantes...aliás já estou em Fortaleza em processo de adaptação.

Gostaria de agradecer primeiramente à Deus, que é o propósito de tudo na minha vida. 
Aos amigos/as professores/as pela contribuição direta na minha formação acadêmica e profissional. 
Devo a gratidão aos que me acolheram no território africano fora da África (Salvador), em particular a Mameto Kamuricy.

A todos digo que nunca serão suficientemente compensados pela minha gratidão. 
Importantíssimo para este processo foi a impagável contribuição e parceria de Mumy. Os dividendos são preciosos: amizade, gratidão e admiração. Valeu!

Aos amigos e amigas de sempre da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal da Bahia(do Doutorado a Pós-doutorado), aos da Academia Militar de Polícia (na qual também fui Professora), aos da Igreja Nossa Senhora de Nazaré, e a todos aqueles que me marcaram pela gratuita amizade e sincera, prometo que apenas estaremos separados pelo espaço geográfico, mas sempre unidos pelos laços de irmandade fraterna.
À Guiné- Bissau um recado: apesar de escolher viver e trabalhar no Brasil que não se sinta abandonada por mim. 

Sempre estarei disponível para o serviço de reconstrução da Nação e progresso social, desde que haja abertura e garantias para que isto torne viável... Na minha opinião a distância nunca poderá constituir empecilhos para que um filho participe da vida da sua Pátria. 
A Unilab é a Guiné-Bissau! " 

Por Odila Candé Monteiro.

FONTE: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=992742490758372&set=a.711043932261564.1073741836.100000678929036&type=1


Nenhum comentário:

Postar um comentário