sexta-feira, 24 de junho de 2016

Estudante de Guiné Bissau é estuprada por aluno estrangeiro em Acarape

Campus Unilab (FOTO:Reprodução)
Os jovens são alunos da Unilab. Suspeito teve a prisão relaxada, e a vítima está sob acompanhamento
Mais uma estudante universitária foi estuprada no Ceará. No último sábado (18), uma estudante de 25 anos, da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), foi violentada por outro estudante do mesmo país, em Acarape, a 54 quilômetros de Fortaleza.
De acordo com a polícia, um homem de 22 anos foi identificado como sendo o suspeito da autoria do crime. Ele foi preso e autuado em flagrante, mas teve a prisão relaxada pelo Poder Judiciário.
Em nota, a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que o caso é investigado pela Delegacia Municipal de Redenção e acompanhado por um promotor do Ministério Público. Além disso, informou que “a vítima recebeu o devido atendimento médico e está sendo assistida por psicólogos”.
A SSPDS comunicou que “outras informações não podem ser repassadas para não comprometer o andamento das investigações”. O Tribuna do Ceará entrou em contato com a delegacia do município, mas até a publicação as ligações não foram atendidas. 
Unilab
Em nota divulgada à imprensa nesta quarta-feira (22), a Unilab informou que tomou conhecimento do caso e que já está dando todo o apoio social e psicológico à vítima. “Mesmo o episódio tendo acontecido em espaço externo à universidade, a instituição procurou, desde o primeiro momento, inteirar-se do fato e dar o apoio social e psicológico necessário aos estudantes envolvidos”.
A instituição ainda informou que, na segunda-feira (20), a equipe da Coordenação de Políticas Estudantis/Propae prestou auxílio com assistente social e psicóloga, bem como atuou na articulação com a rede de atendimento social do município e com a Coordenadoria de Políticas para as Mulheres do Estado do Ceará.
“A equipe da Propae fez contato com o estudante acusado da agressão, no intuito de colocar à disposição suporte social e psicológico, e este informou que consultará seu advogado de defesa a respeito”, disse parte da nota.
Ainda de acordo com a Unilab, pelo fato de ambos serem estrangeiros, a instituição também acompanhou o caso desde o início e o pró-reitor da universidade esteve na delegacia para pegar informações sobre o caso e compor o relatório que será enviado à Reitoria e à embaixada.
“A questão já está judicializada e a Unilab acompanha o desenrolar do processo. Embora não seja da competência da universidade o que se refere ao aspecto judicial e policial, principalmente porque o fato não ocorreu em ambiente e contexto institucionais, estamos dando o suporte possível”, concluiu a nota.
FONTEhttp://tribunadoceara.uol.com.br/noticias/segurancapublica/aluna-de-guine-bissau-e-estuprada-por-estrangeiro-em-universidade-cearense/

Nenhum comentário:

Postar um comentário