domingo, 22 de janeiro de 2017

Estudantes da rede pública são aprovados em medicina na UNB

Estudantes da rede pública são aprovados em medicina na UNB

Dentre as mais de seis milhões de redações escritas para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), apenas 77 atingiram a nota máxima no certame. Gabriela de Souza Ribeiro, ex-aluna do Centro de Ensino Médio 10 de Ceilândia, fez 1 mil pontos
“Quem acredita sempre alcança”, verso da canção Mais Uma Vez, de autoria do cantor Renato Russo, ícone da cultura brasiliense, pode ajudar a compreender a realidade do aluno Danilo Ricardo Rodrigues de Souza, 17 anos, ex-aluno do Centro de Ensino Médio (CEM) 4 de Ceilândia. O estudante foi um dos 50 estudantes selecionados pelo programa Jovem Embaixador em 2015.
O brasiliense de 17 anos foi aprovado em medicina no Programa de Avaliação Seriada (PAS) da Universidade de Brasília (UnB). Danilo conta ainda que estudou na rede pública de ensino do DF do 6o ano ao 3o ano do ensino médio. Desde criança, sempre sonhou em ser médico, e contou com o apoio dos pais mesmo naqueles momentos em que pensava que não conseguiria. “Ainda pequeno, meus pais viam o meu sonho e nunca desacreditaram. Sempre me incentivaram e me ajudaram muito no que eu precisei. Às vezes até quando eu não acreditava em mim, eles acreditavam. Isso foi muito importante para todo esse processo”, explicou o jovem.
A intenção do estudante hoje é se especializar em oncologia, uma vez que o problema do câncer aparecera em sua família. “Desde criança eu sempre quis ser médico, mas depois que eu descobri que meu avô tinha câncer, e ele morreu em decorrência disso, fiquei muito balançado”, explica. E desabafa: “Eu o via sofrendo e não tinha como ajudar, por isso escolhi medicina e oncologia”.
O jovem conta ainda que seu ritmo de estudos e seu bom desempenho na escola sempre foram constantes, o que não demandou dos pais uma cobrança mais acirrada. “Quanto às notas na escola meus pais sempre foram muito tranquilos. Eles nunca cobraram tanto e me ajudavam no que eu precisava. Naqueles momentos que nem eu mais acreditava, ouvi deles diversas vezes que eu ia conseguir”. E conseguiu.
O aprovado ressalta a importância da escola pública em seu desempenho. “A escola pública é vista com maus olhos. Na minha escola, por exemplo, existiam muitos projetos que eram desenvolvidos e ajudavam, como a Semana de Arte Moderna e a Feira das Profissões. Além disso, havia o comprometimento dos professores em nos estimular quanto à aprovação, inserir a questão no dia a dia”, finaliza.
Embora já esteja satisfeito com a aprovação em medicina, Danilo fez a prova do ENEM e já conferiu seus resultados. “Minha nota no exame não foi tão boa quanto eu esperava, mas eu já estou contemplado com a vaga no curso que eu quero”.
Danilo conta ainda que a redação do ENEM trouxe um tema atual para o debate. “Eu achei a escolha do tema extremamente importante porque estamos vivendo num mundo de muita intolerância, em todos os aspectos”, completou.
Pontuação máxima
E foi nesta mesma redação que Gabriela de Souza Ribeiro, 17 anos, ex-aluna do Centro de Ensino Médio (CEM) 10 de Ceilândia, atingiu a pontuação máxima do ENEM neste ano e foi também foi aprovada em medicina pelo PAS. A nota da estudante da redação do ENEM está classificada entre as 77 que fizeram 1 mil pontos.
FONTE: http://noticias.se.df.gov.br/noticias/ultimas-noticias/estudantes-da-rede-publica-sao-aprovados-em-medicina-na-unb/

Nenhum comentário:

Postar um comentário